Sitramico | BR | SITRAMICO-RJ se reúne com Presidente da Petrobrás Distribuidora
SITRAMICO - RJ
Sindicato dos Trabalhadores no Comercio de Minérios
e Derivados de Petróleo do Estado do Rio de Janeiro.
Centro (21)3231-2700   Duque de Caxias (21)2671-1423    E-mail: faleconosco@sitramico-rj.org.br
quinta-feira, 06/06/2019 - 19:23

BR | SITRAMICO-RJ se reúne com Presidente da Petrobrás Distribuidora

O Sitramico-RJ e demais sindicatos da Frente Nacional dos Trabalhadores da BR – FNT estiveram reunidos com os representantes da BR nos dias 5 e 6 de junho nas Comissões de acompanhamento de ACT em vigor e na entrega de Pauta do ACT 2019/2021, aprovada em assembleias.

O segundo dia de trabalho foi aberto com a presença do presidente da empresa onde foram levantados assuntos do atual cenário envolvendo a privatização da companhia. O Sr. Grisolia reafirmou seu propósito de vender o controle da companhia, que em seu entendimento será positivo para a BR. As entidades sindicais presentes se manifestaram firmemente contrárias a essa iniciativa e que realizarão todos os esforços possíveis para impedir tal intento.

A pedido de muitos trabalhadores, encaminhamos perguntas que afligem a todos na ativa e também nossos aposentados. Seguem pontos de destaque das falas do Sr. Grisolia:

  1. Da marca BR – que essa continuará a existir e será usada pela empresa resultante da privatização, inclusive no caso de que a Petróleo não tenha qualquer participação na empresa.
  • AMS / PETROS – Fez defesa do PP3 e que a BR manterá os compromissos assumidos nesses benefícios com seus trabalhadores durante o processo de privatização.
  • Absorção de mão de obra / Demissões – Afirmou claramente que não haverá aproveitamento de nossos trabalhadores pela Holding (Petrobras Petróleo) e que também não garante que não haja demissões, independente do processo de privatização.
  • Compra Preferencial de Ações pelos Trabalhadores – Afirmou que existem impedimentos legais para essa modalidade de aquisição de ações.

Em relação ao PP3, os representantes dos trabalhadores entendem que não é uma boa opção e há outras soluções propostas pelo Grupo de Trabalho que foram totalmente desconsideradas pela Petrobrás.

Em outro momento da conversa, o Sr. Grisolia afirmou ser favorável ao fim do concurso público como forma de facilitar a atração de novos talentos para a empresa. Os Sindicatos entendem como uma realidade que já ocorre hoje, dada liberalidade de contratação de mão de obra garantida em lei, e que o concurso público é prova maior de meritocracia.

Enquanto isso, trabalhadores de todas as bases da BR respondem a uma só voz: Somos a maior e a melhor empresa porque SOMOS ESTATAL!

A Diretoria

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *